"ABRE O CORAÇÃO E DEIXA ACONTECER"

2 de março de 2014

MAR......tenho medo de te olhar

Gosto de olhar-te bem cedinho
 no cheiro da maresia envolver-me
percorrer teu corpo sedutor
sentir nostalgia e muito amor.
Gosto de olhar-te ao fim da tarde
embalar-me no  teu corpo azulado
 beijar tua espuma esbranquiçada
sentir-me por ti enfeitiçada.
Gosto de ver-te agitado
qual criança que salta sem parar
tua música entoas com ternura
a areia beijas com doçura.
Mas....
já não és o mar que me acalma
há fúria plasmando o teu olhar
teu corpo é destruidor
pareces um Adamastor.
Não sejas como os humanos
não sentem a força do amor
abre o coração para amar
liberta tua raiva, tua dor.
Mar....
em dias de tempestade
tenho medo de te olhar.


6 comentários :

  1. Magnífico poema!

    Soberba colagem...O mar e o amor!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. 'Mar....
    em dias de tempestade
    tenho medo de te olhar.'

    Poema muito atual e uma bela fotografia que correu mundo.
    Não tinha dado pelo regresso....
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Amiga Canduxa, que bom que voltou!
    Como esse seu blog fica dentro do outro, quando você posta não aparece no meu blog que você postou.
    Lindo poema! Sempre gosto muito.
    Beijinhos saudosos também.

    ResponderEliminar
  4. Já tinha saudade de te ler. Tão assustador que está este ano o mar, talvez zangado...
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Manita querida
    Não vou agradecer a tua visita :), acho que não ficava bem... mas tenho que dizer-te que gostei muito!!!

    Escolheste o mar para tema deste belíssimo poema. Esse mar que tanto adoro , como sabes - (que saudades dos nossos banhos infindáveis, naquelas águas algarvias...)
    Este ano tem estado particularmente agitado, mas... lá terá as suas razões. Será que nós - Humanidade - não teremos ofendido e maltratado a sua Mãe Natureza? Fizemo-lo, sum dúvida... Se ele está a vingar-se, como tantas pessoas acreditam, tem toda a razão para o fazer.
    Há que tomar providências, e com urgência!

    Que o Homem reflicta nos seus actos e proceda com maior sensatez, é o que todos desejamos.

    Mil beijinhos da tua
    Manita

    ResponderEliminar
  6. Canduxa
    Já a adivinhar a Primavera no que concerne á abelhinha procurando néctar...
    Porém, nem tudo é renovação como a estação que se aproxima...porque o Planeta sofre a cada dia que passa. E isso é bem notório na foto e poema aqui expostos. Por um lado a fúria do mar, e por outro a palavra "medo" sentida por si. Toda a envolvência desc rita não poderia ser mais intensa e real.
    Mesmo que os humanos "tentassem" reverter a situação quanto á nossa Casa Global, já não iriam a tempo de a salvar....- segundo os relatórios feitos pelos especialistas que não vou aqui enumerar. Portanto, resta-nos fazer os "possíveis" para não sermos + 1 a assassinar tudo aquilo que a Mãe Natureza nos continua a OFERECER.
    O mar, é um dos mais notórios fenómenos que estamos a acompanhar á vista desarmada...outros se seguirão.

    Um abraço carinhoso para si e um sentimento profundo de tristeza e gratidão para toda esta Terra que nos viu nascer.
    M.

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua visita e comentário.
Ofereço-lhe a minha paz.