"ABRE O CORAÇÃO E DEIXA ACONTECER"

23 de dezembro de 2014

NATAL


Esta é uma época muito especial e como tal não queria deixar de desejar a todos os meus amigos e seguidores um Santo e Feliz Natal.
Que a chama da esperança e do amor continuem bem vivos dentro do vosso coração.
Um abraço com muita luz.


Menino Jesus
a Tua luz é intensa,
o Teu amor expande-se
através dos tempos.
O Teu coração inocente
cativou o Mundo.
A Tua sabedoria
tornou-Te humilde
e o Teu Amor incondicional
fez de ti o Rei
de todos os homens.
Hoje, vou pintar o céu de estrelas
só para TI.
Amanhã, quero ser uma estrela
para brincar Contigo ao colo
da Tua  MÃE.


4 de setembro de 2014

NO DIA EM QUE PARTIR

Queridos amigos e comentadores,
Esta será, muito provavelmente,  a minha última postagem neste blogue.
O tempo de que disponho é pouco para poder publicar e visitar com regularidade os blogues que me fazem sorrir.
A minha família, principalmente os mais pequeninos que são a minha força, o meu sol, a luz que me alimenta para continuar a caminhar como até agora, precisam do meu apoio.
A minha missão, assim como a vossa, é ser feliz e para isso é preciso saber perdoar verdadeiramente a todos os que nos causam ou causaram sofrimento, só assim podemos viver o presente, o AGORA, com alegria.
Espero que os meus poemas vos tenham transmitido mensagens de amor, pois é o Amor a maior arma para tornar o Mundo num lugar mais justo e mais feliz.
Continuarei sempre que possível a postar no "PODER DOS ANJOS" e "AS RECEITAS DA CANDUXA", porque são blogues muito visitados e cuja finalidade é partilhar a minha paixão pelos Anjos e pela cozinha.
Agradeço o vosso carinho, apoio e amizade sincera. 
Deixo-vos um abraço cheio de saudade.


No dia em que partir não chorem.
Reúnam-se com alegria e cantem,
é dia de celebrarem!
Lembrem-se do meu sorriso.
Estarei feliz,
meu anjo me conduzirá
para o mundo da luz.
No silêncio escutem a mensagem:
somos eternos!
Acreditem, não é ilusão,
estarei  sempre no vosso coração.
Lembrem-se que procurei o meu caminho:
caí, levantei-me, aceitei, perdoei, ajudei,
libertei, amei e transformei.
Estarei em paz!
Irei abraçar-vos pela última vez
e amar-vos-ei incondicionalmente.
No dia em que partir, ao som de música suave sorriam,
vistam-se de cor e levem apenas uma flor, 
que seja também de cor.
Formem um lindo arco-íris.
Reduzam o meu corpo a cinzas.
Espalhem-me pela montanha e também pelo mar,
o meu espírito estará a voar.
Olhar-vos-ei com saudade e ternura,
e não se esqueçam: estarei no mundo de luz.
Um dia vão-me encontrar….
estarei à vossa espera para vos abraçar.

29 de julho de 2014

SORRISO DA ALMA




Enquanto a alma sorri,
abre a janela da vida,
sente o perfume das flores
de mil cores.
Descobre a sabedoria,
deixa o vento soprar,
na cascata de espuma
sente a frescura.
Enquanto a alma sorri,
constrói as tuas asas e voa,
abre as portas do céu,
conquista a  tua liberdade
sem demora.



10 de julho de 2014

LUA


Hoje não te vi.
Esperei-te sentada no banco de madeira
em silêncio.
Procurei-te entre o vento
e o pôr do sol,
em vão.
Cerrei as pálpebras
com um enorme vazio dentro de mim.
Precisava de te ver.
Tinha tantas perguntas,
precisava de tantas respostas!
Subi a rua,
voltei a descer até ao mar.
Descobri-te majestosa,
entre o verde das árvores
e a cidade iluminada.
Sorriste-me!
Lá estavas tu, serena e confiante.
A tua alma tocou a minha
e o vazio tornou-se num
mar cheio de luz.
 Eloquente sussurraste:
já ouviste hoje o teu coração?
Ele te dará todas as respostas.
Olhei-te candidamente e sorri.
Subi a rua
e adormeci no banco de madeira.

 

24 de junho de 2014

PARA ONDE VOU



Avanço pelo caminho
que escolhi.
Não sei para onde vou,
ainda não descobri.
Por vezes arrisco!
Sinto-me vacilar,
mas nunca estou só
aprendi a acreditar.
O sol   não para de brilhar,
o rio continua a correr,
o coração só sabe amar.
Não importa para onde vou,
continuo a caminhar.
Na mente planto flores
os olhos falam de amor
 o ego já se esfumou
no corpo não sinto dor.
Não importa para onde vou.
Esta  é a estrada que escolhi,
onde a verdade é a vida
onde o meu rosto sorri.






31 de maio de 2014

UMA ROSA



Seguia atrás de ti silenciosa.
Ias nu de preconceitos,
caminhando devagar
e sorriso no olhar.
Cobri o teu corpo com a minha luz
 e uni nossas almas,
enquanto o nosso corpo adormecido
descansava.
Voamos de mãos dadas
 sem pressa,
admirando a beleza do universo 
que se abria à nossa frente.
Voltamos  de madrugada
 com a alma  a cantar
e cheios de amor e esperança
começamos a celebrar.
Acordei mais cedo!
Deixei uma rosa cor do sol
na almofada da tua cama,
para nunca esqueceres as nossas viagens.


14 de maio de 2014

SOMOS CINCO....


Uma pequenina homenagem à minha mana querida, que hoje celebra mais uma primavera.
Continua jovem, bela e cheia de amor....um verdadeiro exemplo para quem com ela convive.

A seu pedido compus um poema sobre os 5 manos e escolhi esta data tão especial  para a sua publicação, como uma forma de a homenagear.




Somos cinco...
Como os dedos de uma mão.
Somos iguais, somos diferentes,
nascemos de uma grande paixão.

Nossa  mãe  era de grande  formosura,
 bondosa, religiosa e de grande ternura.
Era amiga e solidaria, tinha um grande coração
ajudava com carinho, estendendo a sua mão.

Nosso pai era  bonito,  moreno  e de  porte elegante,
conquistou a minha mãe com raminhos de violetas.
Muito amigo dos seus filhos, um grande trabalhador,
austero, muito honesto e também cheio de amor.

Somos cinco...

A primeira florzinha  chegou no mês de Maio,
dizem  que era feiinha, mas  tornou-se muito bela.
É morena, muito culta e também uma grande amiga,
não  consigo imaginar a minha vida sem ela.


Em Agosto apareceu o meu segundo maninho,
era muito irrequieto e hoje  grande comunicador.
Bem parecido, olhos azuis e também algum dinheiro,
tem tudo para ser  um  grande conquistador.

Os do meio são rapazes:

Chegou o loirinho em Fevereiro, que é muito ternurento,
amante da liberdade, ama muito a  natureza.
Sempre ao lado da família, assim se sente feliz,
vive seis meses na aldeia rodeado de beleza.

O outro é moreninho e foi prenda de Natal,
é sensível, reservado e também muito calado.
Parecido com nosso  avô, reconhece  toda a gente
referente ao seu  passado.

De todos sou a mais nova, parecida com a mãe,
gosto muito de sorrir e também de conviver.
Sou  boa cozinheira, bondosa, diferente e especial
(assim costumam dizer...),
 sigo a minha intuição, porque sou  espiritual.
Amo muito a  natureza e também os animais,
tenho a certeza de que TODOS somos UM
e todos somos iguais.

Somos cinco...

Tantos anos já passámos em perfeita união,
recordando nossos pais com saudade e muito amor.
Com nossos filhos e netos vivemos com  gratidão,
sempre de braços abertos e dando as nossas mãos.

Somos cinco...

Até que, num belo dia, Deus nos queira separar.
Os que por cá vão ficando nunca podem esquecer
que, aos poucos,  a "Casa" iremos regressar,
e um dia voltaremos a estar juntos,
para na eternidade viver.