"ABRE O CORAÇÃO E DEIXA ACONTECER"

14 de maio de 2014

SOMOS CINCO....


Uma pequenina homenagem à minha mana querida, que hoje celebra mais uma primavera.
Continua jovem, bela e cheia de amor....um verdadeiro exemplo para quem com ela convive.

A seu pedido compus um poema sobre os 5 manos e escolhi esta data tão especial  para a sua publicação, como uma forma de a homenagear.




Somos cinco...
Como os dedos de uma mão.
Somos iguais, somos diferentes,
nascemos de uma grande paixão.

Nossa  mãe  era de grande  formosura,
 bondosa, religiosa e de grande ternura.
Era amiga e solidaria, tinha um grande coração
ajudava com carinho, estendendo a sua mão.

Nosso pai era  bonito,  moreno  e de  porte elegante,
conquistou a minha mãe com raminhos de violetas.
Muito amigo dos seus filhos, um grande trabalhador,
austero, muito honesto e também cheio de amor.

Somos cinco...

A primeira florzinha  chegou no mês de Maio,
dizem  que era feiinha, mas  tornou-se muito bela.
É morena, muito culta e também uma grande amiga,
não  consigo imaginar a minha vida sem ela.


Em Agosto apareceu o meu segundo maninho,
era muito irrequieto e hoje  grande comunicador.
Bem parecido, olhos azuis e também algum dinheiro,
tem tudo para ser  um  grande conquistador.

Os do meio são rapazes:

Chegou o loirinho em Fevereiro, que é muito ternurento,
amante da liberdade, ama muito a  natureza.
Sempre ao lado da família, assim se sente feliz,
vive seis meses na aldeia rodeado de beleza.

O outro é moreninho e foi prenda de Natal,
é sensível, reservado e também muito calado.
Parecido com nosso  avô, reconhece  toda a gente
referente ao seu  passado.

De todos sou a mais nova, parecida com a mãe,
gosto muito de sorrir e também de conviver.
Sou  boa cozinheira, bondosa, diferente e especial
(assim costumam dizer...),
 sigo a minha intuição, porque sou  espiritual.
Amo muito a  natureza e também os animais,
tenho a certeza de que TODOS somos UM
e todos somos iguais.

Somos cinco...

Tantos anos já passámos em perfeita união,
recordando nossos pais com saudade e muito amor.
Com nossos filhos e netos vivemos com  gratidão,
sempre de braços abertos e dando as nossas mãos.

Somos cinco...

Até que, num belo dia, Deus nos queira separar.
Os que por cá vão ficando nunca podem esquecer
que, aos poucos,  a "Casa" iremos regressar,
e um dia voltaremos a estar juntos,
para na eternidade viver.




17 comentários :

  1. Soberba prenda de anos!

    Uma homenagem de uma ternura ímpar!

    Cinco e todos belos.

    Também somos 5 , apenas com 1 irmão no meio. Sou a segunda.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Duxinha querida
    Não tenho palavras!
    O poema tem a tua alma, reflecte o amor que nutres pelos teus irmãos e o carinho que sentias pelos teus pais.
    Descreves cada um dos manos na perfeição (pelo menos tanto quanto eu conheço deles...).
    Da mana fazes um retrato fiel, e essa conheço eu bem:)
    Foi uma homenagem linda que lhe prestaste, de que ela é merecedora - continua encantadora como sempre foi.
    Que Deus vos conserve sempre unidos e próximos, como estais presentemente.

    Um milhão de beijos com todo o carinho da tua
    Manita

    ResponderEliminar
  3. Mniha querida Canduxa
    Em primeiro lugar, um beijinho grande de parabéns para a Mana, que este dia se repita por muitos, cheios de Paz, Alegria e Amor,
    Este poema é lindo, e descreve não só a beleza dos teus irmãos, mas o imenso Amor que vos une..:-)))
    Como sou uma beijoqueira inveterada, e como pediste que a beijoquice continuasse... no final de semana vais ter uma "palete" deles à escolha..:-)))
    Um resto de dia lindo com os manos, e um grande xi-coração bem apertado, com beijinhos bem repenicados.
    Teresa

    ResponderEliminar
  4. QUANTO CARINHO NESSA LINDA HOMENAGEM E POESIA! PARABÉNS PRA MANA QUE ANIVERSARIA E FELICIDADES PRA TODOS! BEIJOS,TUDO DE BOM,CHICA

    ResponderEliminar
  5. Que poema delicioso, imagino o contentamento da maninha a ler isto! cá por casa somos quatro e eu a mais nova. Também tenho sorte, somos uma boa família, não sei é fazer poesia...
    Beijinhos e parabéns

    ResponderEliminar
  6. Querida Canduxa!
    Que homenagem bonita, que nos mostra o amor e a união da sua família.
    Parabéns a sua irmã, muita alegria e saúde.
    Beijinhos floridos!

    ResponderEliminar
  7. Maria Judite Moreira15 de maio de 2014 às 00:54

    Que belo Poema para 5 Irmãos! Só tu, Canduxa, linda, generosa, um ANJO! beijinhos, meus, do coração...

    ResponderEliminar
  8. Canduxinha querida
    Um legado imponente e bem arquitectado pelo Creador! Olhe se todas as famílias se entregassem uns aos outros como a sua? Isto seria uma cópia do Paraíso. Mas infelizmente assim não se passa e por isso resta-me desejar as melhores venturas á mana que é realmente uma "brasa". Fez quantos? 40? Então é a mais nova e a Canduxinha confundiu-nos - rsrsrs.
    O poema está uma fôfura, uma ternura, uma riqueza só. Porque não há mais tesouro que o amor entre irmãos - embora não saiba o que isso é porque nasci filha única.Agora que deve ser uma Benção viver-se todos estes anos e sentindo o mesmo Amor e Partilha, lá isso é! Fico feliz por si e pela família bonita que tem. Ah! E depois por favor, coloque uma notinha, para quem pretenda saber, a que cirurgião plástico vai porque deve ser o máximo! - rsrsrs.
    Beijo de parabéns
    Sempre..
    M.

    ResponderEliminar
  9. A importância de serem cinco
    Tal como os dedos de uma mão
    São unidos com muito afinco
    pois quem separa um coração?

    Feliz esta lembrança
    de um passado tão risonho
    voltam a se criança
    dentro do mesmo sonho !

    Ser cinco...é poesia
    que a mim me faz sorrir
    e vejo com alegria
    que são iguais no sentir!

    Mil beijos da cor do arco-íris
    Graça

    ResponderEliminar
  10. Homenagens assim, dentro da harmonia em família, muito me comove. Muito lindo o seu poema que, mesmo direcionado à sua irmã mais velha, homenageia toda a família. Também sou a caçula, com a diferença que, lá em casa, éramos seis : primeiro, nasceram os 3 meninos, depois, as 3 meninas. Parabéns, pelo poema e por sua bela família, Canduxa.
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
  11. Querida amiguinha Canduxa
    Este poema é duma enorme ternura.
    Reflecte, como um espelho, o Amor que deve unir (e neste caso, une) uma família feliz.
    A tua família é linda, de aparência, e a crer na tua descrição de cada elemento que a compõe, que, tenho a certeza, é verdadeira, é igualmente linda por dentro.
    Parabéns à tua bela mana, aniversariante, a ti que compuseste o poema, e a todos os irmãos pelo belo conjunto que formam.
    Eu, que nunca tive irmãos (nem filhos) tenho, forçosamente, uma família muito pequena.
    Não sei se por isso gosto imenso de ver famílias grandes (quando os seus elementos são unidos, como no vosso caso...)

    Parabéns, mais uma vez, e uma noite feliz.
    Beijos com muita amizade e carinho.
    Miguel

    ResponderEliminar
  12. Canduxa bonito ver assim uma família unida.
    Um grande beijo Ângela Cabral

    ResponderEliminar
  13. Olá minha querida Canduxa
    Obrigada pela tua visita e tu chegas sempre a tempo, seja qual for o tempo, mas filhotes e netos estão sempre em primeiro lugar..:-)))
    Um imenso beijinho cheio de carinho.
    Teresa

    ResponderEliminar
  14. São versos que destilam AMOR, reminiscências dum passado feliz que perdura no tempo, e isso é bom.
    Que esses fortes sentimentos permaneçam vivos pela vida fora, é a imagem que captei de ti: sendo breve foi bonito.
    Abraço-te bem forte, querida amiga.

    ResponderEliminar
  15. Minha muito, muitoooooooooo querida Canduxa
    Gostaria de ter vindo há mais tempo dizer-te como as tuas palavras calaram fundo no meu coração. Não tive mesmo hipótese. Com os preparativos para a viagem, cada dia mais próxima, e o ultimar de trabalhos que tinha entre mãos e não querida deixar “dependurados”, só agora arranjei uns minutos para agradecer às amigas que me visitaram.
    Seguirei o teu conselho – à noite vou olhar para o céu (se não estiver nublado...) e com certeza vou descobrir-te a brilhar lá em cima. Mas, se não te avistar, pensarei em ti na mesma.
    Claro que a oferta do meu apartamento se mantém. Enquanto eu lá estiver, podes dispor à vontade. Bem, quando não estiver, também podes dispor, é só questão de avisar a pessoa que toma conta dele quando não estou lá. Tens três quartos à disposição – isto quando eu não estiver lá, porque, quando estou, só dois ficam vagos -:). Comigo ninguém dorme!!!-:)))
    Quem me dera que conseguisses convencer a Nina a irem lá passar pelo menos uns dias…
    Vou sentir muita a falta de todas as minhas amigas, mas, para além da minha Mãe, que está sempre em primeiro lugar… a Nina vai-me fazer muita falta.
    Sabes, ela é, para mim, quase como uma irmã siamesa. Precisamos sentir a proximidade um do outro para nos sentirmos mesmo bem. Nunca esquecerei o apoio enorme que só ela soube dar-me quando mais necessitei, há dez anos atrás. Foi isso que nos uniu para sempre.
    Mas não quero falar dessas coisas, desculpa, foi um desabafo que saiu sem eu querer.
    Quando te der jeito aparece no «DEUSA» que eu irei lá com a frequência possível. E também, quando tiver possibilidade, darei notícias.

    Deixo-te um beijo muitoooooooo grande, para durar até que eu regresse ou que contacte de novo, e muito carinho, também.
    Miguel

    ResponderEliminar
  16. Uma prenda para toda a vida! Felicidades para todos.
    Nós somos três.
    Abraços

    ResponderEliminar
  17. olá, tudo muito bonito e carinhoso, adorei o seu espaço, parabéns!!!
    também somos em cinco, me id3entifiquei, bjus!

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua visita e comentário.
Ofereço-lhe a minha paz.