"ABRE O CORAÇÃO E DEIXA ACONTECER"

30 de abril de 2014

CAMPOS EM FLOR




No silêncio da noite
um grito saiu do ventre da terra.
Um  relâmpago rasgou o céu,
o homem agradeceu aquele
campo em flor.
Era um campo vermelho
da cor do meu sangue
também da cor do teu.
Sorria sempre que o vento
soprava,
abraçava a vida todos os dias,
sonhava.
Era um campo vermelho
onde existia amor, liberdade
amizade, esperança
e muita solidariedade.
Era um campo em equilíbrio
que agradecia a sua existência
sem medo, sem vaidade.
Era simplesmente um campo de papoilas,
que entre campos em flor
desejava viver como eu,
como tu,
com dignidade.

10 comentários :

  1. Duxinha querida
    Há muito tempo (nem sei quantos anos...) conheço a tua poesia.
    Há poemas de que gosto muito, outros de que não gosto tanto...
    Este, na minha modesta opinião, é PERFEITO!
    Num campo de papoilas, onde existiam todas essas características - Amor, Liberdade, Solidariedade... forçosamente teria que estar presente o Equilíbrio, tão necessário - fundamental, mesmo - a uma vida sã.
    Consegues expor essa ideia com toda a clareza.
    ADOREI!

    Beijinhos mil da tua
    Manita

    PS - Gostei muitoooooooo do teu comentário na minha «CASA». Obrigada, meu Anjo.
    Uma noite tranquila.

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Canduxa
    Gostos das palavras que vão para além da pele e me tocam no coração..:-))))
    Adoro papoilas e "perco-me" a olha-las, a sua cor e beleza aquecem-me o coração.
    Este poema é LINDO e tem a suavidade e singeleza desta flor campestre.
    Bem Haja Canduxa por esta maravilhosa partilha!
    Um imenso beijinho cheio de carinho
    Teresa

    ResponderEliminar
  3. Magnífico poema!

    Um campo de papoilas simbolizando a vida que todos desejamos e a que temos direito.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. E a vida é como um campo.
    O teu é lindo, repleto de vermelho e seu significado.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Um campo de papoulas , maravilhoso Canduxa
    Perfeição também no poema.
    Beijos e votos de mais e mais inspiração .

    ResponderEliminar
  6. Duxinha do meu coração
    Uma passadinha muito rápida só para te desejar um muito feliz Dia da Mãe.
    Um xi GRANDÃO e mil beijinhos da tua
    Manita

    ResponderEliminar
  7. Canduxa
    Um FELIZ DIA DA MÃE, com aqueles abraços e beijos que tanto nos aquecem o coração..:-))
    Teresa

    ResponderEliminar
  8. Dificílimo comentar poema tão perfeito! digo apenas que gostei muito.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Linda foto, a acompanhar mais um inspirado poema..
    Adoro papoilas. Todos os anos fotografo dezenas de vezes.....campos de papoilas...São magicas...
    Um bom resto de semana e conte com a minha admiração...
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Gosto, define-te bem, assim é como sentes e como te expressas: pureza de espirito.
    Algures, vi algo parecido e, então, escrevi assim...


    Papoilas vermelhas
    Entre verdes trigais
    Corados por sol de estio,
    Ventos ondulantes
    Que atiçam...
    Inchando velas
    De campos silvestres;
    Lençóis que cobrem a seara;
    Chapéus até às orelhas;
    Pinheiros de copa baixa,
    Poucas casas,
    menos gente;
    Fumarada,
    Chão ardente.

    Um grande abraço, querida amiga

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua visita e comentário.
Ofereço-lhe a minha paz.